Alta Floresta (MT), 13 de novembro de 2019 - 22:25

Esportes

30/05/2019 07:33 Fonte: Gazeta Esportiva

Arboleda é expulso, São Paulo volta a perder e é eliminado da Copa do Brasil

São Paulo deu adeus à mais uma edição da Copa do Brasil. Visitando o Bahia nesta quarta-feira na Arena Fonte Nova, em Salvador, a equipe do técnico Cuca precisava reverter a vantagem de 1 a 0 do rival, construída na ida, em pleno Morumbi, porém, o que se viu foi um Tricolor mais uma vez sem criatividade e ineficiente, características que contribuíram para o Esquadrão de Aço sair de campo novamente com a vitória por 1 a 0, desta vez graças ao gol marcado por Ernando, aos oito minutos do segundo tempo.

Sem Antony, liberado para defender a Seleção sub-23, Cuca optou por começar a partida com Alexandre Pato no banco, já que o atacante não rendeu o esperado no clássico do último domingo, contra o Corinthians. Helinho assumiu a vaga e, embora tenha protagonizado a melhor chance do São Paulo no jogo, também não fez a diferença.

Agora, o Tricolor volta o foco para o Campeonato Brasileiro, única competição restante na temporada.  Depois de ser eliminado precocemente na Copa Libertadores e ter perdido a final do Campeonato Paulista para o Corinthians, o São Paulo precisará se recuperar o quanto antes, de preferência já neste domingo, contra o Cruzeiro, no estádio do Pacaembu, às 16h (de Brasília).

O jogo – O primeiro tempo do São Paulo foi bastante irregular. Com mais posse de bola, mas sem conseguir criar chances de gol, o time comandado pelo técnico Cuca exibiu mais do mesmo. Em meio à toda pressão decorrente dos tropeços nos últimos jogos, o Tricolor não mostrou qualquer evolução se comparada sua exibição desta quarta-feira com os compromissos recentes, evolução que era esperada para a decisão em Salvador.

Já o Bahia manteve a mesma postura defensiva que deu certo nos dois jogos contra o São Paulo no Morumbi, porém, não se limitou apenas a segurar o ímpeto rival. Aos 21 minutos, em contra-ataque, Gilberto conseguiu driblar Arboleda e ia saindo mano a mano com Tiago Volpi, quando Hudson chegou para atrapalhar o arremate do atacante, que não pegou bem na bola e acabou facilitando o trabalho do goleiro adversário.

Precisando da vitória, o São Paulo só assustou, de fato, na reta final do primeiro tempo, mais precisamente aos 35 minutos. Se não dava para chegar com a bola nos pés, coube aos tricolores tentarem através de chutes de fora da área. Em um deles, Helinho carimbou o travessão de Douglas Friedrich, mas não só a competência como também a sorte não estava do lado do clube do Morumbi.

Segundo tempo

Se o primeiro tempo foi ruim, a situação ficou ainda pior logo no início da etapa complementar, após Everton dar lugar a Pato no intervalo. Indo com tudo para cima do Bahia na intenção de balançar as redes nos primeiros minutos, o São Paulo acabou castigado em contra-ataque. Aos oito, Artur aproveitou o desarme em Toró, arrancou e deu passe açucarado para Ernando, que precisou apenas tocar na saída de Tiago Volpi para deixar os donos da casa ainda mais próximos da classificação às quartas de final.

Em desvantagem, Cuca se viu na obrigação de tornar o seu time ainda mais ofensivo. Desta maneira, Helinho deu lugar a Nenê, enquanto Hudson saiu para a entrada de Igor Gomes. Apostando em jogadores mais criativos, o comandante tricolor viu seus atletas protagonizarem uma verdadeira blitz no campo de ataque, mas continuarem sem infiltrar na defesa rival.

Na reta final, aos 35 minutos, o São Paulo ainda por pouco não chegou ao empate em cobrança de falta de Hernanes, que passou a poucos centímetros da trave esquerda de Douglas Friedrich. Só que a noite não era mesmo do Tricolor paulista. Como se não bastasse a derrota, o árbitro Marcelo de Lima Henrique, após consultar o VAR, cancelou o cartão amarelo dado a Arboleda por falta em Fernandão e expulsou o zagueiro equatoriano, que selou a eliminação dos visitantes.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 1 X 0 SÃO PAULO

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 29 de maio de 2019, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Thiago Henrique Neto Farinha (ambos do RJ)
VAR: Bruno Arleu de Araújo (RJ)

Público: 36.016 pessoas
Renda: R$ 995.799,00

Gols: Ernando, aos 8 do 2ºT (Bahia)
Cartões amarelos: Douglas (Bahia); Hudson, Bruno Alves, Reinaldo, Igor Vinícius e Arboleda (São Paulo)
Cartão vermelho: Arboleda (São Paulo) 

BAHIA: Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Gregore, Douglas (Flávio) e Elton; Élber (Arthur Caike), Gilberto (Fernandão) e Artur.
Técnico: Roger Machado

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Hudson (Igor Gomes), Tchê Tchê e Hernanes; Everton (Pato), Toró e Helinho (Nenê)
Técnico: Cuca


Editorial progresso11

Progresso FM 102,1

Av. Ludovico Da Riva Netto, 3274
Alta Floresta/MT - CEP 78580-000
Fone (66) 3521-3501 ou 3521-8188

 

 

Redes Sociais

Alta Floresta
Carregando...

? ºC

/

Proibida a reprodução de conteúdo sem citação da fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo